Inscrições abertas para o seminário ‘Bullying, ciberbullying e o uso seguro da internet’

Inscrições podem ser feitas até 14 de setembro.

 

No dia 21 de setembro, será realizado o seminário Bullying, ciberbullying e o uso seguro da internet, promovido pela EPM e pela Coordenadoria da Infância e da Juventude (CIJ/TJSP). O evento acontecerá das 10 às 12h30, na Sala do Servidor do Fórum João Mendes Júnior (Praça João Mendes Júnior s/nº – 16º andar – sala 1.629).

 

As inscrições são gratuitas e abertas a magistrados, servidores do Tribunal de Justiça de São Paulo, promotores de Justiça, defensores públicos, advogados, delegados, assistentes sociais, psicólogos, profissionais da Rede de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente e demais interessados.

 

São oferecidas 250 vagas presenciais e 400 vagas para a modalidade a distância. Haverá emissão de certificado de participação aos inscritos que registrarem frequência.

 

Inscrições: podem ser feitas até o dia 14 de setembro (ou até o preenchimento das vagas), mediante o preenchimento da ficha de inscrição no site da EPM, selecionando a modalidade desejada (presencial ou a distância). Após o envio da ficha, será automaticamente remetido e-mail confirmando a inscrição. Os matriculados na modalidade a distância deverão aguardar o login e a senha de acesso às aulas, que serão enviados para o e-mail informado na ficha de inscrição até o dia 20 de setembro. Confira outras informações no final da página.

 

Programa:

 

10h – Abertura

Antonio Carlos Villen desembargador diretor da EPM

Eduardo Cortez de Freitas Gouvêa – desembargador coordenador da CIJ/TJSP

Antonio Carlos Malheiros – desembargador integrante consultor da CIJ/TJSP

Paulo Roberto Fadigas Cesar – juiz da Vara da Infância e da Juventude do Foro Regional VI – Penha de França e integrante da CIJ/TJSP

Gabriel Pires de Campos Sormani – juiz assessor da Corregedoria Geral da Justiça e integrante da CIJ/TJSP

 

10h20 – Exposição

Lidia Pereira Gallindo – advogada, psicóloga clínica, membro do Núcleo de Combate aos Crimes contra a Inocência (CCI) da Comissão de Direito Digital e Compliance da OAB/SP, especializada em Psicologia Jurídica, Psicodiagnóstico e Atendimento Familiar pelo Instituto Sedes Sapientiae e em Direito Público pela Escola Superior Ministério Público de São Paulo (ESMP), formada em Mediação Transformativa de Conflitos pela ESMP, com MBA em Gestão e em Direito Educacional pela Escola Paulista de Direito e especialização em Psicoterapia Breve Operacionalizada, conciliadora no Fórum da Penha/SP.

 

Alessandra Borelli – advogada atuante na área do Direito Digital, diretora executiva da Nethics – Educação Digital, diretora do Departamento de Segurança da FIESP, onde coordena um grupo de trabalho sobre Educação e Cidadania Digital, coordenadora do Núcleo de Combate aos Crimes contra a Inocência (CCI) da Comissão de Direito Digital e Compliance da OAB/SP, autora da primeira Coleção de Paradidáticos – Educação para Cidadania Digital do Brasil e de artigos relacionados ao tema e coordenadora do Manual de Boas Práticas para Uso Seguro das Redes Sociais da OAB/SP.

 

12h – Perguntas, debates e encerramento

 

Coordenação dos trabalhos: desembargador Antonio Carlos Malheiros

 

Mais informações: Coordenadoria da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, por intermédio da DAIJ 2.3 – Serviço de Eventos e Integração – daij2.3@tjsp.jus.br.

Telefones: 2171-4801 e 2171-6425

 

 

Importante:

 

1. A inscrição do candidato importará conhecimento de todas as instruções, tais como se acham estabelecidas nesta página, não podendo ser alegada qualquer espécie de desconhecimento.

2. Os funcionários do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo deverão observar as normas contidas na Portaria Conjunta nº 1/2012, publicada no DJE em 28/9/2012, págs. 1 a 4 e alteração publicada no DJE em 1/2/2013, pág. 1.

3. Não será permitida alteração da modalidade escolhida (presencial ou a distância) após o envio da ficha de inscrição.

4. Os alunos inscritos na modalidade a distância deverão acessar a palestra no endereço eletrônico http://www.nucleomedia.com.br/tjsp-cij.

5. Os matriculados na modalidade a distância receberão duas senhas:

- senha de acesso à aula on-line, que, caso necessário, poderá ser recuperada no ícone “esqueci minha senha”, localizado dentro da própria tela de transmissão. A senha será novamente encaminhada ao seu e-mail de contato (login).

- senha de acesso à “Sala de alunos” (não pode ser usada para acesso ao vídeo).

6. Os matriculados na modalidade presencial receberão apenas senha de acesso à “Sala de alunos”.

7. Os alunos inscritos na modalidade a distância só terão computada a frequência se assistirem integralmente à aula, no período de 48 horas, contado do horário previsto para o seu início.

8. Os alunos inscritos na modalidade a distância ficam cientes de que não será computada a frequência para aqueles que acessarem o evento por meio de smartphones e/ou tablets.

9. Inobstante o envio do cartão de estacionamento, não há disponibilidade de vagas na garagem.

10. Com relação à frequência do servidor do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, na unidade de trabalho, cabe ao superior imediato providenciar os ajustes no módulo de frequência, utilizando-se dos códigos 586 (entrada tarde) e 587 (saída antecipada).

 

LS (arte)