Coral ‘Somos iguais’ faz apresentação no prédio da EPM

Coral é formado por crianças de famílias refugiadas.

 

O coral ‘Somos iguais’, formado por crianças e adolescentes filhos de refugiados de Angola, Congo, Haiti e Síria, realizou na última sexta-feira (1) uma apresentação no prédio da EPM. O evento emocionou servidores, convidados e outros profissionais que lotaram o saguão de entrada do prédio.

 

O diretor da EPM, desembargador Antonio Carlos Villen, agradeceu a presença dos participantes e responsáveis pelo coral e salientou a alegria por recebê-los no prédio da Escola. Ele lembrou que o coral ‘Somos iguais’ está inserido em um projeto humanitário de mesmo nome, idealizado por Daniela Guimarães, e tem como patrono o maestro João Carlos Martins. E acrescentou que o coral completou dois anos de atividades naquela data. “Eventos como esse nos fazem pensar no que tem acontecido em nosso país e no mundo e nos fazem aumentar a esperança de que 2018 será um ano muito melhor para todos”, concluiu.

 

O coral, que também tem a participação de crianças e adolescentes com deficiência, tem direção musical de Ney Marques. Entre as músicas apresentadas, estavam The Lord be magnified e You're the voice.

 

Ao final, alguns integrantes do coral disseram mensagens como “queremos que mais crianças refugiadas possam fazer parte do Coral ‘Somos iguais’” e “ajudem a salvar as crianças da Síria e da África para o nosso coral. Aqui não tem guerra, pois lutamos por uma vida melhor”. Daniela Guimarães deixou a mensagem final: “a vida é amor e o amor é a lei maior a ser obedecida perante Deus”.