EPM iniciará o Núcleo de Estudos em Direito, Literatura e Artes

Inscrições podem ser feitas até 19 de agosto.

 

De 23 de agosto de 2019 a 26 de junho de 2020, serão realizadas as reuniões do Núcleo de Estudos em Direito, Literatura e Artes, sob a coordenação das juízas Adriana Porto Mendes e Beatriz de Souza Cabezas. O núcleo terá reuniões mensais às sextas-feiras, das 9h30 às 11h30, na sala 43 do 4º andar do prédio da EPM.

 

A participação é exclusiva para magistrados do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Foram disponibilizadas 30 vagas presenciais e vagas ilimitadas na modalidade a distância para magistrados que residem fora da Capital.

 

Inscrições: estão abertas até o dia 19 de agosto. Os interessados deverão acessar a área Inscrições do site da EPM, preencher o campo CPF e escolher o curso. Em seguida, deverão preencher login e senha do correio eletrônico e seguir as instruções indicadas nas telas. Após o envio da ficha, será automaticamente remetido e-mail confirmando a inscrição. Não será necessário efetuar a matrícula.

 

A lista com os nomes dos magistrados que participarão do Núcleo será publicada no Diário da Justiça Eletrônico no dia 21 de agosto.

 

Confira outras informações no edital.

 

Objetivos

 

Aproximar a Literatura (romances, contos e teatro) e as principais questões do campo jurídico, simultaneamente, ampliando o repertório cultural dos participantes e agregando valor cultural e humano em suas práticas profissionais. Sendo que a primazia será da Literatura e sua poeticidade, ou seja, seus aspectos estéticos e críticos que culminam nas questões legais, devida sua influência na cultura, na sociedade e na história. Ressaltando que o objetivo fundamental é a discussão acadêmica destinada a produção científica e publicação em periódicos nacionais e estrangeiros de elevada qualificação, De forma secundária, pretende-se a produção de obras coletivas em formato físico e ou digital e sua divulgação por meio de seminários e debates.

 

Metodologia

 

Cada encontro será composto de aulas expositivas articuladas com leituras e análises de textos teóricos e literários, com ênfase nos diálogos estabelecidos entre Literatura e Direito. Sendo assim, a dinâmica será regida pela riqueza de material literário e a abertura para a troca de experiências entre os participantes. Será apresentado farto material histórico e visual para compor os contextos dos autores e do momento da publicação de suas obras e assim fomentar o debate entre os participantes.

 

Expositora

 

Elizabeth Cardoso – doutora em Teoria Literária pela Universidade de São Paulo (USP), com estágios de pesquisa na Universidade Estadual de Nova York (EUA) e Universidade Complutense de Madri (Espanha). Pós-doutorado na Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Professora do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária na PUC-SP, orientando mestrados e doutorados e ministrando disciplinas sobre Teoria do Romance, Projeto de Pesquisa e Literatura Infantil e Juvenil. Ministra cursos de extensão da Cogeae/PUCSP, participa de congressos acadêmicos nacionais e internacionais e tem várias publicações acadêmicas na área. Também mantém grupo de leitura crítica de romances compostos por juízes e advogados, em encontros quinzenais. Seus livros mais recentes são Feminilidade e transgressão – uma leitura da obra de Lúcio Cardoso, ensaio crítico pela Humanitas-Fapesp. NAVAS, D.; CARDOSO. E.; BASTAZIN, V. (Org). Leitura e ensino: territórios em diálogo. São Paulo: Educ; Capes, 2018. Como escritora de ficção: Todo mundo é misturado, romance infanto-juvenil, Brinque Book/Escarlate, 2016 e Tarcirurga, Bartolomeu e Pluminha, conto infantil ilustrado, Bamboozinho, 2017.

 

Temas das reuniões

 

23/8 – Literatura e Direito, do teatro grego à Coetzee: confluências de linguagens, temas e origens nas margens da Poética

 

27/9 – Antígona, de Sófocles: o direito por princípio

 

25/10 e 22/11 – Shakespeare e a legitimação do poder: Macbeth e O mercador de Veneza

 

13/12 – A arte de julgar em Machado de Assis: Dom Casmurro e Brás Cubas

 

14/2 e 27/3/2020 – Quebra do pacto civilizacional em Dostoievski: Raskolnikov e Karamázov

 

24/4/2020 – O processo de Kafka: desumanização e direito de defesa

 

22/5/2020 – Laços de Família: prisões sem grades em Clarice Lispector

 

26/6/2020 – Todos contra todos: uma leitura de Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago

 

LS (arte)